ENTENDA MAIS*

Dúvidas

COVID-19, como iremos nos posicionar?

A quase 1 mês atrás nós da MCI fechamos o cerco à respeito de ações e medidas para encarar uma luta silenciosa e incerta contra a pandemia que tomou de arroubo nossa rotina.

Diante do desafio ,nós não poderíamos abandonar nossos valores - segurança da nossa equipe em primeiro lugar, e a decisão imediata foi cessar todas as atividades e aguardar o impacto, mas ao longo dos dias nós notamos o quão necessário seria continuar operando, por diversos motivos.Muito rapidamente nós percebemos que nossos clientes, fazem parte de cadeias vitais de fornecimento,e de modo algum poderiam se dar ao luxo de paralisar suas operações, ou o dano seria muito maior que apenas financeiro.Diante disso, como equilibrar a segurança de todos na fábrica e nosso propósito de estar sempre aqui para nossos clientes?

As decisões são complexas e possuem inúmeros pontos de vista, que precisam ser abordados com muita cautela, humildade e humanidade.

O ''novo normal'', como estamos nos acostumando, está sendo pautado por estratégias que visam acima de tudo a segurança de todos. 

Nessa guerra contra esse inimigo invisível estamos sendo implacáveis com alguns procedimentos, já no final de Fevereiro nós instalamos dispensers de álcool gel para a fábrica , a fim de incentivar e auxiliar na higiene e precaução.

O uso de máscaras se tornou indispensável do portão para dentro e as visitas comerciais externas foram reduzidas ao mínimo possível, focando em vídeo conferências, fotos e ligações, mas quando se fazem urgentes, somente um gestor é despachado ,munido de álcool gel e máscara, e seguindo as orientações dos órgãos de saúde evitando ao máximo a proximidade com outras pessoas.

Na fábrica intensificamos a limpeza do piso ,maçanetas,teclados, pias e etc. O ar condicionado foi deixado em segundo plano e as janelas ficam sempre abertas para manter a ventilação e no refeitório durante o almoço, foi criado um segundo horário de almoço para dividir a equipe e todos se sentarem alternadamente de modo que a distância mínima fosse mantida. 

Os veículos são sempre higienizados com água sanitária e álcool em gel antes de alguma visita. Visitas que por medidas de segurança, limitamos a 2 pessoas por vez  e sempre que possível fazendo a distância. 

Essas foram algumas saídas que tivemos para tentar ao máximo proteger nosso time e ainda continuar atendendo.