ENTENDA MAIS*

Dúvidas

Salgados veganos: 5 dicas para quem deseja explorar esse mercado

De acordo com a Sociedade Vegetariana Brasileira, o mercado vegano ganha, a cada semana, cerca de 2 mil novos adeptos no Brasil. Embora surjam cada vez mais lanchonetes exclusivamente veganas, a oferta permanece menor do que a demanda, que só tende a crescer. Essa é uma oportunidade e tanto para quem deseja mirar em um novo perfil de cliente e ampliar lucros. Listamos abaixo alguns pontos que você deve levar em conta antes de investir:

1.   TENDÊNCIAS DE CONSUMO

Não há limites para os produtos veganos! Legumes, frutas, castanhas e grãos estão entre os ingredientes mais usados. Como o preparo de doces e salgados dessa categoria dispensa o uso de qualquer tipo de carne ou insumo de origem animal, inclusive o leite e seus derivados, é preciso usar a criatividade e produzir receitas diversificadas.

2.   PÚBLICO ALVO

Os adeptos do veganismo nada mais são do que pessoas que excluem da alimentação todo e qualquer produto de origem animal -- como carnes, laticínios, ovos, mel etc.  Seja por questões de saúde ou por se conscientizarem do impacto negativo do consumo de tais produtos, cada vez mais gente adota esse estilo de vida. Contudo, é necessário primeiro conhecer bem os alimentos e seus nutrientes para conseguir realizar as melhores substituições no momento de elaborar suas receitas e atender às demandas desse perfil de consumidor.

3.   SALGADOS VEGANOS X VEGETARIANOS

Muitas pessoas confundem, mas existem diferenças entre salgado vegano e vegetariano. O preparo do primeiro não inclui nenhum produto de origem animal, já o do segundo dispensa apenas a carne e pode incluir ingredientes como ovos e laticínios. Vale investir nas duas alternativas para diversificar sua produção.

4.   RECEITAS INOVADORAS

Coxinha de jaca, bolinha de feijão.... um cardápio atrativo é o primeiro passo para conquistar novos clientes. No caso dos veganos isso se aplica ainda mais, afinal, se trata de um consumidor mais atento à lista de ingredientes. Matérias-primas de origem vegetal são a principal alternativa para agradar e, sobretudo, atrair esse público em potencial. Farinha de linhaça, tofu, lecitina de soja, inhame, chia etc., estão entre as opções mais adotadas.

5.   GARANTIA DE QUALIDADE

Adote um selo de qualidade que certifique a autenticidade dos seus produtos veganos e garanta que eles são livres de ingredientes de origem animal. A confiança é um quesito significativo no processo de fidelização da clientela. Sendo assim, ofereça o máximo de garantia ao promover seu negócio.