ENTENDA MAIS*

Curiosidades

Pão de queijo: a iguaria brasileira mais amada

Esse pãozinho crocante por fora e macio por dentro é uma das grandes paixões do povo brasileiro. 

 

Apesar da primeira receita ter origens incertas, o pão de queijo tem suas raízes vinculadas à cultura mineira, onde acredita-se que tenha sido criada. Apesar de tão amado, a popularização do pão de queijo veio somente nas décadas de 50 e 60, quando começou a ser comercializado em Minas Gerais.


A receita consiste na mistura de polvilho com ingredientes como ovos, manteiga, leite e queijo, mas cada receita tem sua particularidade, para que o pão atinja o ponto desejado. Em relação ao polvilho, existem dois tipos que podem ser usados, o polvilho doce e o azedo, sendo sua principal diferença o teor de acidez. 

Utilizando o polvilho doce, o produto ficará mais denso por dentro e crocante por fora, pois ele age dando liga aos demais ingredientes. Já na utilização do polvilho azedo, que tem um teor de acidez maior, o resultado é um gosto mais intenso, um pão de queijo mais leve e aerado, já que ele atua como fermento, fazendo com que o produto cresça, podendo até ficar oco ou com a casquinha dura. Algumas receitas recomendam, inclusive, o uso dos dois polvilhos, para um equilíbrio maior.

Uma etapa que é também importante, mas que nem sempre faz parte das receitas, é escaldar a massa. Esse processo consiste em adicionar um líquido quente à massa (seja leite, água, manteiga ou até mesmo óleo), fazendo que o amido presente no polvilho desenvolva a textura esponjosa e com bolhas. Essa etapa é necessária para o polvilho azedo, devido suas características. 

Enquanto ao queijo, principal ingrediente do pão, o ideal é que seja utilizado queijos mais firmes, com sabor forte. Ele tem um papel importante na receita, sendo responsável pela estrutura, deixando a massa uniforme e elástica. Queijos mais úmidos ou muito maturados não devem ser utilizados, pois não cumprirão sua principal função de estruturar a massa. Importante também que tenha um sabor forte, para predominar sobre o sabor do polvilho. O queijo parmesão e queijo minas meia cura são os ideais para essa receita.

Além do grande sucesso que faz no Brasil, o pão de queijo chega também em terras estrangeiras. Exportado como um produto do “mercado da saudade”, o pãozinho entra na gama de produtos que ajudam os brasileiros que moram no exterior a matar a saudade da terrinha. Sendo uma iguaria tão famosa e gostosa, acabou conquistando também o coração dos estrangeiros. 

A MCI tem soluções para linha de produção de pão de queijo, desde dosadoras com corte a fio, formadoras para formatação do produto recheado, até a empanadeira de pão de queijo. Mais eficiência, padronização e rendimento para a sua produção, sem perder a qualidade.

 

Quer saber mais sobre nossos equipamentos para produção de pão de queijo? Entre em contato com o nosso setor comercial.

 

Linkedin    Facebook    Instagram    Youtube